Publicado em 6/03/2014 as 12:00am

Parlamento da Crimeia vota por se incorporar à Rússia

Parlamento da Crimeia vota por se incorporar à Rússia e marca referendo


O Parlamento da Crimeia votou unanimamente a favor de se tornar parte da Rússia nesta quinta-feira (6), informou a agência de notícias RIA. Pouco antes da decisão, o vice-premiê da região afirmou que um referendo sobre o status da região será realizado em 16 de março.

Segundo o texto aprovado pelo Parlamento, foi acertado "entrar na Federação Russa com os direitos de um sujeito da Federação Russa".

Segundo o vice-premiê da Crimeia, Rustam Temirgaliev, no referendo de 16 de março os eleitores poderão escolher entre uma união a Rússia ou uma autonomia maior a respeito de Kiev.

Segundo informaram fontes do Governo pró-Rússia da Crimeia, a pergunta que será feito na consulta será: "Você é a favor da reunificação da Crimeia com a Rússia como parte da Federação Russa?".

A consulta terá uma segunda questão: "Você é a favor que volte a vigorar a Constituição da Crimeia de 1992 e o status da Crimeia como parte da Ucrânia?".

Segundo Temirgaliev, a Crimeia pode adotar a moeda russa, o rublo, e “nacionalizar” as propriedades estatais caso a adesão à Rússia seja concluída.

De acordo com o vice-premiê, a decisão de se integrar à Rússia já está em vigor.

"A decisão do Conselho Superior (Parlamento regional) sobre a unificação da Crimeia à Rússia entra em vigor no momento de sua adoção, ou seja, a partir de hoje", disse Temirgaliev.

O vice-primeiro-ministro, além disso, disse que o referendo é necessário "para que os cidadãos da Crimeia referendem essa decisão do Parlamento" regional.

Por outro lado, o presidente do Conselho Superior crimeano, Vladimir Konstantínov, assegurou que a decisão sobre o referendo foi adotada com a esperança de que os russos iniciem os procedimentos jurídicos para a reunificação do território com a Rússia.

Fonte: (g1)