Publicado em 11/11/2015 as 12:00am

Alemanha afirma que outras marcas, além da Volks, poluem mais que o permitido

Não é sugerido que outras marcas também tenham instalado "kits fraudulentos". Mas o "The Guardian" obteve informação que indica que outras marcas também excedem os limites: uma alemã e três japonesas.

O Escritório Federal de Veículos a Motor da Alemanha (KBA) informou nesta quarta-feira que detectou valores de emissões de gases poluentes acima do permitido em vários fabricantes, em uma investigação iniciada por causa do escândalo da Volkswagen.

"Com base nos dados brutos se comprovaram até agora em parte elevados valores de óxido de nitrogênio em distintas condições de condução e ambientais", indicou a KBA em comunicado na qual não se indica que marcas ou modelos não cumprem a legislação.

As autoridades alemãs estão agora em conversas com os fabricantes de veículos afetados por estes resultados, para avaliá-los.

Quando terminar esta fase consultiva poderiam ser buscadas "consequências legais", garantiu o organismo.

A KBA começou no final de setembro uma revisão generalizada de veículos, depois que explodiu o escândalo da manipulação dos dados de emissões da Volkswagen por causa de uma denúncia da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA).

O escritório se propôs então a revisar mais de 50 modelos diferentes dos principais fabricantes alemães - Volkswagen, BMW, Daimler - e de outras casas estrangeiras, como Ford, Alfa Romeo, Dacia, Hyundai e Mazda.

No último mês de setembro, a Volkswagen reconheceu ter incluído um software ilegal em 9,5 milhões de veículos para que, quando fossem levados a um banco de testes, emitissem gases como o óxido de nitrogênio cumprindo as regulações ambientais, mas que em condições normais poluíam muito mais.


Fonte: terra.com.br