Publicado em 12/11/2015 as 12:00am

Apple é chamada de racista após jovens negros serem expulsos de loja

Caso aconteceu em Melbourne, na Austrália, com grupo de estudantes. Apple pediu desculpas, após diretor da escola ir até a loja.

Após um funcionário ter expulsado estudantes negros de uma loja na Austrália, a Apple está sendo chamada de racista nas rede sociais.

O caso aconteceu nesta terça-feira (10) em uma loja de Melbourne. Um dos estudantes envolvidos, chamado Francis Ose, publicou em sua página no Facebook um vídeo que mostra a cena.

As imagens mostram um grupo de seis jovens, alunos do Maribyrnong College, sendo comunicados por um funcionário da loja de que deveriam deixar o local. A justificativa: um segurança achou que eles poderiam roubar algo.

“Esses caras [da segurança] estão um pouco preocupados com a presença de vocês na nossa loja. Eles estão preocupados de que vocês possam roubar algo”, afirma o funcionário da Apple, no vídeo.

“Por que nós roubaríamos algo?”, replica um dos jovens. Após uma breve conversa, o funcionário da loja interrompe os jovens. “Rapazes, fim da discussão. Eu preciso pedir a vocês que deixem a loja.”

No Facebook, Ose chamou a ação de racista: “Simplesmente racista. Eles tiveram que pedir desculpa”. Mabior Ater, outro estudante do grupo, afirmou ao à Fairfax Media que sempre foi à loja e nunca teve problemas. “Eu tenho ido à [loja de] Highpoint por muito tempo e nunca pensei que assim pudesse acontecer. É claro que eu estou ofendido.”

Depois do que aconteceu, o diretor da escola dos jovens os acompanhou até o local, em busca de desculpas, segundo o jornal “Guardian”. “[O gerente] se desculpou com a gente e nos disse que nós éramos bem-vindos lá a qualquer momento”, afirmou o diretor, segundo o periódico. “Parece que temos justiça agora.” Questionada pelo jornal, a Apple não se manifestou.

Fonte: globo.com