Publicado em 22/01/2016 as 12:00am

Previsão de nevasca histórica nos EUA esvazia prateleiras de mercados

A capital americana mal teve tempo de se recuperar de uma forte tempestade de neve que ocorreu na noite de quarta (20) e a madrugada desta quinta (21)

Uma nevasca histórica, que pode superar um recorde de 1922, deve atingir a cidade e a região metropolitana de Washington nesta sexta-feira (22), de acordo com previsões.

A capital americana mal teve tempo de se recuperar de uma forte tempestade de neve que ocorreu na noite de quarta (20) e a madrugada desta quinta (21). A nevasca foi muito suave perto da que está chegando, mas os 2,5 centímetros de neve e gelo acumulados em alguns distritos provocou um grande caos no trânsito.

Centenas de pessoas que trabalham em Washington e vivem nos Estados vizinhos, como Virginia e Maryland, demoraram horas para voltar para casa. Outros tiveram que deixar seus veículos nas estradas, algumas delas intransitáveis por causa do gelo.

As previsões apocalípticas deixaram as prateleiras de alguns supermercados praticamente vazias.

Até Obama foi afetado

A caravana que acompanhava o presidente dos EUA, Barack Obama, da base aérea de Andrews (Maryland) até a Casa Branca também foi afetada pela neve. De acordo com jornalistas que acompanhavam a comitiva, os carros deslizaram e patinaram no gelo várias vezes durante o percurso.

Hoje, muitas escolas de Washington e de alguns condados da Virgínia e Maryland iniciaram as aulas mais tarde do que o habitual ou até mesmo decidiram mandar as crianças ficarem em casa.

Muita neve

A grande tempestade prevista pelos meteorologistas para o fim de semana deve começar na tarde da sexta-feira. Ao menos 15 Estados do litoral leste do país devem ser atingidos por fortes nevascas.

Mais de 80 milhões de pessoas vivem na região que deve ser afetada, que abrange desde o sudeste de Nebraska à cidade de Nova York. Muitos locais estão em estado de alerta para a chegada da tempestade Jonas, a primeira do inverno.

Espera-se que a região de Washington seja uma das mais afetadas pela tempestade, com fortes ventos e uma previsão de acumulação de mais de meio metro de neve. As projeções indicam, inclusive, que a nevasca pode bater o recorde de 71 centímetros registrados em 1922.

O governador da Virgínia, Terry McAuliffe, declarou hoje estado de emergência e alertou a população que leve a tempestade a sério, assim como possíveis problemas nas estradas e cortes de fornecimento de energia elétrica.

 

Fonte: http://g1.globo.com