Publicado em 1/03/2016 as 12:00am

Novo caso de violência policial gera protestos nos Estados Unidos

Suspeito era procurado por acusação relacionada a drogas, diz polícia. Mulher negra diz que filho levou tiros de um policial branco.

Um homem procurado por um crime relacionado com drogas foi morto a tiros nesta segunda-feira por um policial no estado da Carolina do Norte, onde dezenas de pessoas se aproximaram para protestar depois que familiares afirmaram que a vítima levou tiros pelas costas.

A polícia perseguia "um suspeito procurado por uma acusação relacionada com drogas e, durante a perseguição, o suspeito levou tiros de um agente e morreu", informou a jornalistas Cassandra Deck-Brown, chefe da polícia de Raleigh, capital da Carolina do Norte (sudeste dos EUA).

"Uma arma de fogo foi encontrada muito perto do suspeito morto", informou Deck-Brown, que enviou suas condolências a "todos os envolvidos no incidente de hoje".

Deck-Brown pediu "paciência", enquanto o escritório de investigações da Carolina do Norte e a própria polícia de Raleigh investigam os fatos.

A polícia não identificou nem o agente, nem os suspeito.

Mas uma mulher negra, Rolanda Byrd, declarou à emissora local ABC 11 News que o morto era seu filho, Ariel Denkins, de 24 anos, que morreu ao levar tiros pelas costas disparados por um policial branco.

Mais de uma centena de pessoas se reuniram para protestar na região onde ocorreu o fato, perto do centro de Raleigh, noticiou o jornal News & Observer.

O fato ocorre depois de os Estados Unidos serem sacudidos por vários casos de policiais brancos que mataram jovens negros, o que desatou uma onda de violentos protestos em todo o país contra o suposto racismo de forças de segurança.

 

Fonte: http://g1.globo.com/

Top News