Publicado em 14/04/2016 as 9:00am

Em provocação, aviões militares russos simulam ataques a navios americanos

EUA alertam que 12 sobrevoos em dois dias podem escalar tensões entre países

Nesta quarta-feira, autoridades americanas afirmaram que dois aviões russos voaram a poucos metros de um navio de guerra americano quase doze vezes nos últimos dois dias. A simulação de ataque foi considerada por Washington como uma das ações mais agressivas da Rússia contra os EUA na história recente.

Em comunicado, autoridades classificaram o sobrevoo no Mar Báltico como potencialmente provocativo e perigoso, sobretudo porque poderia ter causado um acidente. Os aviões de guerra Sukhoi SU-24 não tinham armamento visível e, por isso, os navios americanos não reagiram.

O porta-voz da Casa Branca, John Earnest, disse que o comportamento foi inteiramente inconsistente com as normas profissionais das forças militares que operam próximas umas às outras em espaços aéreos e marítimos internacionais.

Embora Moscou não tenha oferecido uma resposta direta, o serviço de notícias pró-governo “Sputnik” descreveu o sobrevoo como um incidente mínimo que colocou o Pentágono em alerta.

Este parece ser o episódio mais recente de uma série de encontros militares entre as forças russas e americanas após o aumento dramático das tensões diplomáticas entre os dois países com a anexação da Crimeia por Moscou em 2014. Especialistas afirmam que tais posturas de risco poderiam facilmente levar a um acidente e inspirar fortes repercussões militares.

Fonte: http://oglobo.globo.com/