Publicado em 22/06/2016 as 11:00am

Após a morte na Disney, brasileiro diz que filho foi atacado por jacaré nos EUA há 20 anos

Caso de Helio Janny Teixeira teve final feliz, diferente do que aconteceu nesta semana

Após o triste caso de Lane Graves, de 2 anos de idade, que foi arrastado e morto por um jacaré no parque da Disney, localizado no estado da Flórida, novas histórias que envolvem a região começaram a aparecer, inclusive a de um brasileiro. Segundo o jornal Folha de São Paulo, há cerca de 20 anos, o filho Helio Janny Teixeira foi salvo pelo pai durante uma visita ao parque nacional Everglades, em Orlando. Helio tem 66 anos de idade hoje e é professor de Administração, na Universidade de São Paulo. Eles estavam de férias na cidade e tiveram essa amarga surpresa.

Na época, a família estava andando de bicicleta pelo parque quando o filho do casal se desequilibrou e caiu em um canal, às margens da trilha em que ocorria o passeio. Foi quando a mãe dele viu um jacaré se aproximando e começou a entrar em desespero, gritando. O professor da USP disse ao periódico que teve sorte na situação, pois poderia ter irritado o animal. Ele contou que pediu que a mãe puxasse o filho que estava na boca do jacaré.

"Ele cedeu à pressão e abriu a boca", lembra o professor.

A sorte da família, segundo ele, foi que o jacaré "errou o bote" e isso possibilitou o salvamento da criança. Felizmente, o animal abocanhou o ombro e não alcançou a cabeça e nenhum órgão vital. O garoto teve apenas duas costelas quebradas. O caso é lembrado até hoje na família e, por sorte, não deixou traumas no filho, que já é adulto.

"Sempre foi uma história positiva", garante Helio.

Fonte: braziliantimes.com

Top News