Publicado em 30/06/2016 as 1:42pm

Em decisão surpreendente, Boris Johnson descarta concorrer ao cargo de premiê

Boris Johnson descarta concorrer ao cargo de premiê

Em decisão surpreendente, um dos principais líderes da campanha pró-Brexit, o ex-prefeito de Londres Boris Johnson, descartou nesta quinta-feira (30) concorrer à liderança do Partido Conservador e ao cargo de premiê.

"Tendo consultado colegas e tendo em vista as circunstâncias do Parlamento, concluí que essa pessoa não pode ser eu", afirmou Johnson em coletiva em Londres. 

Sua candidatura era dada como certa, depois que o premiê David Cameron anunciou sua renúncia quando o voto pela saída do Reino Unido da União Europeia venceu o referendo da quinta-feira passada por 52%. 

A expectativa da imprensa britânica era de que seu discurso de hoje fosse para anunciar sua candidatura.

Porém, horas antes, o conservador Michael Gove -- antigo aliado de Johnson -- tomou a dianteira do processo e disse que ele, Gove, é que seria o candidato porque "havia chegado à conclusão de que Boris não poderia dar a liderança or construir a equipe para a tarefa adiante". 

Cove irá concorrer com a ministra do Interior do Reino Unido, Theresa May, que anunciou sua candidatura em carta publicada nesta quinta no site do jornal "The Times".

Na carta, May diz que vai servir seu partido e as pessoas com "a missão de fazer com que Grã-Bretanha funcione para todos".

Ontem, o ex-ministro da Defesa Liam Fox e a subsecretária do Tesouro, Andrea Leadsom, também anunciaram suas candidaturas. As indicações devem ser enviadas até hoje.   

Como há mais de um candidato, os deputados elegerão dois finalistas. Ambos serão, então, submetidos ao voto dos 150.000 afiliados. No dia 9 de setembro será conhecido o novo líder conservador e primeiro-ministro. (Com agências internacionais)

Fonte: terra.com.br