Publicado em 13/07/2016 as 9:00am

União Europeia e Estados Unidos se unem para proteger a privacidade na internet

A União Europeia e os Estados Unidos firmaram um acordo que pode ajudar a tornar a internet um lugar mais seguro.

A União Europeia e os Estados Unidos firmaram um acordo que pode ajudar a tornar a internet um lugar mais seguro. O objetivo consiste em proteger a privacidade na rede para evitar casos de espionagem, principalmente com relação às mensagens com fins comerciais.

Para isso, está sendo lançado um novo marco jurídico que dará maior proteção às informações transmitidas pela internet. A ferramenta regulamenta a transferência de dados pessoais com fins comerciais entre a UE e os EUA.

Esses dados são relativos, por exemplo, às buscas realizadas pelos internautas sobre um determinado produto na internet. De posse dessas informações, a empresa pode direcionar propagandas específicas para aquele usuário, uma vez que ela já sabe as preferências daquele potencial cliente.

Chamado de “Privacy Shield”, ele deve substituir o “Safe Harbour”, acordo que estava em vigor desde 2000 e que foi invalidado pela justiça europeia em 2015 após as denúncias de Edward Snowden acerca da espionagem realizada pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, a NSA, sobre os cidadãos do mundo inteiro.

Dessa forma, a medida chega, principalmente, para dar mais segurança aos europeus. “Este novo marco restabelecerá a confiança dos consumidores no contexto da transferência transatlântica de dados", afirma a comissária europeia de Justiça, Vera Jourova.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/