Publicado em 16/08/2016 as 5:00pm

Inundações deixam 6 mortos no sul dos EUA

Autoridades já resgataram mais de 20 mil pessoas, vítimas das enchentes 'sem precedentes' no Estado da Louisiana

Pelo menos 6 pessoas morreram e outras 20 mil tiveram de ser resgatadas em razão das inundações ocasionadas pelas fortes chuvas que estão caindo desde a sexta-feira no Estado da Louisiana, no sul dos Estados Unidos.

Essas enchentes "sem precedentes", que levaram o governo americano a declarar a área atingida como zona de desastre, alagaram milhares de casas, onde muitas famílias ficaram ilhadas. Vários carros ficaram encobertos pela água.

O número de mortos aumentou ontem para seis, depois que as autoridades encontraram os corpos de outras três pessoas, entre elas uma mulher que morreu quando tentava salvar seu neto depois que o veículo em que ambos estavam foi levado pelas águas.

A emissora de televisão local KALB, que citou fontes do escritório do xerife do condado de Rapides, a noroeste de Baton Rouge, relatou que a mulher conseguiu retirar a criança do veículo depois que uma corrente o arrastou em uma estrada. Um homem conseguiu nadar e resgatar a criança da corrente, mas não sua avó, que acabou morrendo.

As fortes chuvas, que também afetaram o Estado vizinho do Mississipi, deram uma trégua no domingo, enquanto as autoridades intensificavam seus esforços de resgate, mas o aumento do nível das águas continua trazendo perigo em boa parte do Estado.

O governador da Louisiana, John Bel Edwards, disse no domingo em entrevista coletiva que mais de 20 mil pessoas foram resgatadas de casas e veículos pelas organizações de socorro e voluntários desde o começo das inundações.

"A situação é grave e se mantém, não terminou", acrescentou Edwards. "Todos os recordes (de inundações no estado) estão sendo quebrados", afirmou o governador, que reiterou que a crise não terminou e o nível de água "ainda vai subir em muitas áreas". Mais de 12 mil pessoas já foram levadas para abrigos devido à inundação de suas casas.

As autoridades advertiram que serão necessários alguns dias até que se saiba o número exato de vítimas. Entre os mortos confirmados está William Mayfield, de 68 anos, que se afogou quando tentava deixar sua casa na cidade de Zachary e um homem não identificado cuja caminhonete foi arrastada pela enxurrada na estrada em Saint Helena Parish, no norte do Estado.

O presidente dos EUA, Barack Obama, assinou no domingo a declaração de zona de desastre para a área atingida, o que permite o uso de recursos federais para os trabalhos de ajuda. As autoridades acionaram a Guarda Nacional para ajudar nos trabalhos de resgate e a corporação está contribuindo com aproximadamente 1,7 mil efetivos.

Alguns veículos ficaram ilhados com pessoas em seu interior durante mais de 24 horas neste fim de semana em uma estrada inundada, explicou o superintendente da polícia estadual, o coronel Michael Edmonson. Os meteorologistas preveem que as chuvas vão diminuir a partir de hoje, mas as autoridades insistem que a situação continua grave e não se deve baixar a guarda. / EFE 

Fonte: http://internacional.estadao.com.br/