Publicado em 5/09/2016 as 6:00pm

Tusk diz que capacidade da Europa de abrigar refugiados está 'no limite'

Presidente do Conselho Europeu falou às margens do G20, na China. Comunicade do G20 deve ampliar a sua quota de responsabilidade, diz.

O presidente do Conselho Europeu Donald Tusk disse neste domingo (4) que a Europa está “no limite” da sua capacidade para acolher refugiados e pediu à comunidade internacional que assuma sua parte de responsabilidade. Tusk falaou a jornalistas às margens da cúpula do G20, na China.

“A capacidade prática da Europa para acolher novas ondas de refugiados, sem ter em conta os migrantes econômicos irregulares, está perto do limite”, disse Tusk em Hangzhou, onde é realizada a cúpula do G20.

O número de pessoas deslocadas por motivos de conflitos e perseguições em todo o mundo chegou a 65,3 milhões no final de 2015, de acordo com um relatório da ONU.

A Europa passou a lidar com um grande fluxo de entrada de refugiados a partir de 2014, quando a rota Turquia-Grécia começou a ganhar adeptos após a Primavera Árabe, que desestabilizou a Líbia e o Egito. No ano passado, mais de um milhão de pessoas cruzaram o Mediterrâneo na condição de fugitivos. É a maior crise humanitária desde a 2ª Guerra Mundial.

“À luz do número sem precedente de 65 milhões de pessoas deslocadas em todo o mundo, a comunidade do G20 deve ampliar a sua quota de responsabilidade”, disse Tusk. “Apenas os esforços globais de apoio aos refugiados e as suas comunidades de acolhimento serão capazes de dar frutos”.

“É por isso que queremos incentivar nossos parceiros a aumentar a ajuda humanitária e ao desenvolvimento, bem como a reinstalação de refugiados. Temos de abordar as causas que obrigam milhares de pessoas a deixar as suas casas e procurar abrigo em outro lugar”, afirmou.

Fonte: http://g1.globo.com/