Publicado em 21/08/2017 as 10:00am

Jerry Lewis, o rei da comédia, morre aos 91 anos

Comediante estava em casa, em Las Vegas, nos EUA.

Jerry Lewis, o rei da comédia, morre aos 91 anos (Getty Images)

O comediante Jerry Lewis morreu neste domingo (20), aos 91 anos. Segundo o site The Mirror, o humorista faleceu às 9h15, em casa, em Las Vegas, nos Estados Unidos, de causas naturais.

— O lendário comediante Jerry Lewis morreu hoje de causas naturais aos 91 anos em sua casa, ao lado de sua família.

Lewis se tornou um dos grandes nomes do humor americano, consagrado com cinco décadas de carreira e mais de 45 filmes no currículo. Não por acaso, era conhecido como o rei da comédia.
Em 1946, estreou nas telonas ao lado de Dean Martin. Juntos, eles formaram uma das maiores duplas de comédia. Filmes como O Marujo Foi na Onda(1952) e O Rei do Laço (1956) foram os de maior sucesso. O último espetáculo da dupla foi em 1956 no clube Copacabana, em Nova York.

Na década de 50, Lewis se consagrou como um artista de comédia em clubes noturnos e na televisão. O comediante também ficou conhecido por conta de seu programa beneficente anual, o Jerry Lewis MDA Telethon, que tinha o objetivo de ajudar crianças com distrofia muscular.

Com duas estrelas na Calçada da Fama, o humorista coleciona prêmios por conta de suas atuações, como o Los Angeles Film Critics Association, American Comedy Awards, Festival de Venice, Golden Camera. Seus filmes fizeram muito sucesso no Brasil. Os mais conhecidos são O Professor Aloprado (1963) e O Mensageiro Trapalhão (1960).

A partir dos anos 70, Lewis diminuiu o ritmo de trabalho por conta de problemas com depressão, vício em remédios (após uma lesão na coluna) e a decepção com a indústria do cinema.

O último trabalho do comediante foi no filme brasileiro Até que a Sorte nos Separe 2, onde trabalhou com Marcius Melhem e Leandro Hassum. Na época, Lewis tinha 87 anos.

Fonte: diversao.r7.com