Publicado em 13/09/2017 as 4:00pm

Brasileiros relatam saudade do Brasil e xenofobia nos EUA

O jornalista norte-americano Seth Kugel, que mantem um canal no You Tube chamado “Gringo...

Brasileiros relatam saudade do Brasil e xenofobia nos EUA O jornalista Seth Kugel entrevista a brasileira Laise.

O jornalista norte-americano Seth Kugel, que mantem um canal no You Tube chamado “Gringo Amigo”, cobriu o Brazilian Day de New York, dia 3. Durante o evento, ele conversou com vários brasileiros que relataram a saudade do Brasil, o que gostam nos Estados Unidos e como é a vida neste país. Mas o caso que mais lhe chamou a atenção foi o de uma brasileira identificada por Laise.

Ela, que disse morar em Hudson (Massachusetts), afirmou que já sofreu xenofobias depois que se mudou para os Estados Unidos. “Eu senti muito bullying quando cheguei”, afirma. A brasileira ressaltou, ainda, que na escola em que ela estuda tem muitos alunos cujo os pais apoiam o presidente Donald Trump e suas políticas “racistas”.

Laise diz que tanto os pais quanto os alunos fazem brincadeiras ofensivas e frases do tipo: “volte para o seu país”. A brasileira finaliza a entrevista dizendo que nunca tinha passado por situação semelhante. “Somente agora que faço parte da minoria é que estou sentindo na pele”, desabafa.

Ainda no vídeo, o jornalista procurou saber dos entrevistados sobre as dificuldades em morar fora do Brasil e as opiniões foram diversas. Mas o único consenso foi que a segurança, educação e poder aquisitivo são os principais fatores para a escolha dos Estados Unidos.

O canal Amigo Gringo tem mais de 400 mil seguidores no You Tube e faz parte da Rede Snack, fundada pelos publicitários Vitor Knijnik e Nelson Botega, que é uma empresa de mídia e entretenimento digital first. Ela cria, produz, desenvolve e distribui conteúdo multiplataforma (YouTube, Facebook, Instagram, Snapchat, SVODs, TV e cinema).

A rede possui 3 unidades de negócio envolvendo produções originais e branded, com quase 2 bilhões de views. A Rede Snack tem mais de 16 milhões de inscritos no YouTube, 13 mil vídeos publicados, mais de 1,9 bilhões de visualizações.

Para ver o vídeo com a entrevista dos brasileiros, acesse o link goo.gl/mc3wWg.

Fonte: Redação - Brazilian Times