Publicado em 27/11/2017 as 8:00am

Patrulheiro da fronteira morre e parceira não lembra o que aconteceu

Aconteceu no sábado, dia 25, a cerimônia funeral do agente de patrulha de fronteira, Rogelio...

Patrulheiro da fronteira morre e parceira não lembra o que aconteceu A morte de Rogelio Martinez ainda é um mistério.

Aconteceu no sábado, dia 25, a cerimônia funeral do agente de patrulha de fronteira, Rogelio Martinez, 36 anos, que foi morto na semana passada por lesões ainda não explicadas. Além dos familiares, vários colegas de trabalho estiveram no local.

Os investigadores tentam descobrir o que aconteceu, pois até o parceiro de Martinez foi tão agredido que é incapaz de lembrar o que aconteceu ao sul de El Paso.

A cidade, conhecida pela sua grande “Estrela da Montanha” lamentou a morte de seu filho. "Roger, nosso amado amigo, filho, pai e agente dedicado. Nós vamos sentir muito a sua falta. Hoje à noite iluminamos a estrela em sua honra. Nós amamos você, nosso herói", escreveu uma nota informando a ligação da estrela.

A bandeira americana ficou a meio mastro na sede do Departamento de Segurança Nacional, na sexta-feira, dia 24, para homenagear Martinez, dizia uma publicação no Twitter do DHS.

O parceiro de Martinez, que não foi identificado, foi libertado do hospital esta semana e está andando sozinho, com a ajuda de uma bengala, de acordo com Lee Smith, presidente do grupo da Patrulha da Fronteira na região.

O agente não lembra o que aconteceu e diz que a última coisa que ele lembra é de estar chegando ao trabalho naquela noite, disse Smith.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News