Publicado em 21/12/2017 as 11:00am

Americana se declara culpada de matar namorado em vídeo para o Youtube

Casal queria ficar famoso na internet com a brincadeira. A ideia era mostrar que tiro não ultrapassaria enciclopédia.

Americana se declara culpada de matar namorado em vídeo para o Youtube Monalisa Perez tem 20 anos e atirou em namorado (Foto Eva Claire HAMBACH - Norman County Sheriff's Office - AFP)

Uma americana de 20 anos se declarou culpada por matar o próprio namorado. O casal queria ficar conhecido pela "façanha" no Youtube: a jovem atirou enquanto ele protegia o peito com uma enciclopédia, que deveria ter bloqueado a bala.

Monalisa Perez disse que é culpada pelo homicídio e aceitou cumprir uma pena de seis meses de prisão, que ainda deve ser confirmada por um juiz de Minnesota no início do ano que vem, informaram meios de comunicação locais nesta terça-feira (19).

A jovem convenceu seu namorado, Pedro Ruiz, de 22 anos, a deixá-la atirar nele enquanto este se protegia com um livro grosso. Os dois esperavam se tornar estrelas da internet.

"Pedro e eu vamos gravar provavelmente um dos vídeos mais perigosos jamais feitos", escreveu a jovem no mesmo dia no Twitter. "SUA ideia, não MINHA".

O jovem, que levou o tiro no peito, morreu na hora, e a tragédia foi gravada pelas câmeras GoPro que ele portava.

Segundo a Polícia, Ruiz havia mostrado à moça outra enciclopédia, penetrada mas não atravessada pela bala, para convencê-la de que o livro o protegeria.

O acordo com os promotores estabelece que Monalisa Perez cumprirá três meses de prisão por períodos de um mês ao longo de três anos, e os outros três meses em prisão domiciliar vigiada, informou o Minneapolis Star Tribune.

O casal, que tinha uma filha de três anos, possuía um canal no YouTube chamado "La MonaLisa", no qual mostravam o seu dia a dia. Quando o incidente ocorreu, Monalisa Perez estava grávida do segundo filho.

Fonte: Por France Presse