Publicado em 24/02/2012 as 12:00am

Procurados no Brasil, brasileiros são presos por tráfico de drogas em Cape Cod

Thiago M. de Paula, 25 anos, e Claudinei Paula De Souza, de 36 anos, foram presos em ação conjunta do ICE com a polícia de Barnstable ? MA

A polícia de Barnstable – MA e agentes do ICE, realizaram uma ação especial na terça-feira(21) à noite,  para prender dois brasileiros suspeitos de fazerem parte de um esquema de tráfico de drogas na região de Cape Cod.   Thiago M. de Paula, 25 anos, e Claudinei Paula De Souza, de 36 anos foram presos em flagrante durante invasão da polícia à residência dos acusados.

Segundo dados prévios da investigação, os policiais encontraram um IPAD, que teria sido roubado, duas gramas de cocaína, uma balança digital, pequenos sacos plásticos e aproximadamente $2,574 em dinheiro. Segundo o detetive John Murphy,  a operação foi realizada em conjunto com o U.S. Immigration and Customs Enforcement ( ICE), porque havia indícios que Thiago teria adentrado os EUA de forma ilegal, mesmo após ter sido deportado anteriormente.

Durante as investigações preliminares, também se descobriu que Thiago já teria cometido crimes no Brasil, e estaria sendo procurado pela polícia local, fugindo para os EUA. Durante audiência na quarta-feira(22), ele alegou ser inocente da acusação de tráfico de drogas e de roubo de um item de valor igual ou acima de $250. 

Thiago retornará à Corte no dia 22 de Março, para dar seguimento ao seu caso. Ele se encontra sob custódia do ICE, e deve ser encaminhado para a deportação após cumprir pena.

O segundo acusado, Claudinei Paula De Souza, também está sob custódia da Imigração e aguarda o julgamento do seu caso, que deve seguir para o processo de remoção do país.

Segundo caso envolvendo brasileiros e o tráfico de drogas em Cape Cod em 3 anos

Há 3 anos,  a polícia de Yarmouth – MA, prendeu 3 brasileiros por tráfico de cocaína e crack em estacionamento de um supermercado da região, situado em South Yarmouth. Adilson Xavier Gomes, 41,  Renato F. Conrado, 34,  e Roberto N. Marcelino, 31, foram abordados por um grupo de policiais que assistia os brasileiros no delito em flagrante.

O caso pegou de surpresa a comunidade brasileira da região, pela audácia dos brasileiros, que ainda tentaram resistir a ordem de prisão dos policiais. Eles foram encaminhados para a Imigração para o processo de deportação.

Fonte: (da redação)