Publicado em 13/03/2012 as 12:00am

Pedófilo brasileiro que viveu em MA pode pegar até 30 anos de prisão

Pedófilo brasileiro que viveu em MA pode pegar até 30 anos de prisão

O carioca Paulo dos Santos Silva Jr. continua sob custódia, sem fiança, para responder pelo crime de ter intenções de praticar sexo com uma criança de quatro anos de idade e uma adolescennte de 14. Ele foi preso depois de alguns meses conversando, via internet, com uma investigadora de polícia disfarçado de mulher que estaria disposta a ceder as duas filhas para fazer sexo.

A conversa iniciou dia 13 de dezembro e faz parte de um sistema de investigação policial destinado a descobrir e prender pedófilos que agem pela internet. O brasileiro morava no Rio de Janeiro e não pensou duas vezes em viajar para os Estados Unidos em busca de fazer sexo com as meninas. Durante todo o bate-papo, ele deixou claro estas intenções.

O brasileiro teria dito também que gosta de fazer sexo com meninas desde quando elas nascem, “para ensiná-las desde cedo a maneira correta de agradar um homem. Paulo também disse que viveu na região de New England por alguns anos.

Ele foi preso no momento em que desembarcou no aerorpoto regional de Grand Junction, no Colorado. A agente Vanessa Hipps que se disfarçou da mãe das meninas o encontrou o reconheceu no primeiro momento. Ela lhe perguntou se realmente ele queria aquilo e io brasileiro reinteirou seu desejo em fazer sexo com as crianças. Foi então que lhe deram voz de prisão.

Na quinta-feira (08), a juiza Grudun Rice ordenou que ele continuasse preso sem direito a fiança. “Não há nada maior do que proteger nossas crianças destes predadores sexuais”, disse ela ressaltando que se ao invés de investigação, fosse um caso verdadeiro, o brasileiro poderia estar abusando sexualmente de alguma criança. Caso venha ser condenado, poderá pegar até 30 anos de prisão e pagar uma multa de US$250 mil.

O agente especial Michael Holt salientou que a prisão do brasileiro mostrou que a exploração sexual é um crime que se tornou epidemia em todo o mundo, principalmente nos Estados Unidos. As pessoas que conhecem algum pedófilo ou teve conhecimento de algum caso semelhante podem entrar em contato com o telefone 1-866-DHS-2ICE.

Fonte: (DA REDAÇÃO)