Publicado em 8/04/2012 as 12:00am

Brasileiro é acusado de pornografia infantil em Martha´s Vineyard

Brasileiro é acusado de pornografia infantil em Martha´s Vineyard

A corte do distrito de Edgartown, em Martha´s Vineyard, determinou, na sexta-feira (06), que o brasileiro Josemar Boldrini terá que pagar uma fiança no valor de US$200 mil (cerca de R$ 400 mil) para responder em liberdade a acusação de envolvimento com pornografia infantil. O sargento da “State Police”, Jeff Stone, solicitou que a fiança ficasse no valor de US$100 e alegou que o brasileiro não possui propriedades e nem carro na ilha e também não tem parentes.

Boldrini vive na ilha de Martha´s Vineyard há nove anos e o departamento de polícia disse que ele fez uso de várias identidades falsas. Além de responder pela acusação de pornografia infantil, brasileiro ficará sob custódia do Immigration and Customs Enforcement – ICE, que investigará a situação de vida dele no país e possivelmente poderá ser deportado.

O sargento ressaltou que após o brasileiro pagar a fiança, deveria ser deportado, “pois não há motivos para ele permanecer na ilha”.

 

O CASO

Com um mandado de busca, no dia 04, policiais entraram no quarto do brasileiro para uma investigação e encontraram no computador, centenas de imagens de crianças, de 5 a 12 anos de idade, nuas e em situações de sexo explícito com adultos. Foram apreendidos seis HD, 47 CD´s, dois computadores e três pen drivers. Todos os equipamentos foram levados para uma minuciosa análise.

Na sexta-feira (06), o juiz determinou que o brasileiro deve retornar à corte no dia 13, quando terá um pré-julgamento. Ele responderá pela acusação de posse de material pornográfico infantil.

Fonte: (DA REDAÇÃO)