Publicado em 1/05/2012 as 12:00am

Bigamia por Green Card leva brasileiro à deportação

Renato é acusado de casar-se com duas cidadãs norte-americanas para obter a residência permanente

O brasileiro Renato Câmara, 38 anos de idade, que foi colocado em liberdade condicional no início deste mês, poderá ser deportado ao Brasil. A notícia foi dada esta semana por um juiz federal da cidade de Mobile, no Alabama. Ele enfrenta um processo por ter casado com duas cidadãs norte-americana em busca do Green Card. O juiz determinou que ele ficasse em liberdade condicional e após cumprir a sua pena, teria que se apresentar ao departamento de Imigração, para abrir processo de deportação. Renato entrou nos Estados Unidos no ano de 2005 com Visto de Turista e depois de uma rigorosa investigação, as autoridades norte-americanas descobriram que ele havia se casado duas vezes para tentar o cartão de Residente Permanente. Em janeiro deste ano ele assumiu a culpa. Segundo o seu testemunho, ele prometeu pagar US$8 mil para uma das esposa, uma colega de trabalho, em troca do casamento. Ele deu uma entrada no valor de US$3 mil e casou-se em fevereiro, mas o casal nunca morou junto e ela morava com outro homem. Este casamento não foi a primeira tentativa do brasileiro em obter o Green card através do casamento. Em 2007, Renato casou-se com Diane Rojas e aplicou para o documento imediatamente. Mas durante a entrevista, individual, os agentes perceberam que havia algo errado, pois eles as respostas não se encontravam e demonstravam que eles não se conhecia direito. Foi então que, com medo, ela confessou a fraude. O brasileiro engrossa uma lista de vários imigrantes que foram presos e punidos no ano de 2011 por relação à casamentos fraudulentos.

Fonte: Da Redação