Publicado em 6/10/2014 as 12:00am

Brasileira denuncia abuso em cadeia na Florida

A imigrante brasileira Luana Santos, 28 anos, foi condenada a oito anos de prisão por tráfico de entorpecentes, em Ocala (FL).

A imigrante brasileira Luana Santos, 28 anos, foi condenada a oito anos de prisão por tráfico de entorpecentes, em Ocala (FL). Ela é natural de Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e foi presa em flagrante quando tentava vender pílulas de Oxycodone a agentes da polícia disfarçados.

A prisão aconteceu em outubro de 2010, no estacionamento de um “post office” em Deerfield Beach. A situação dela ficou pior depois que os policiais descobriram que ela tinha maconha em seu poder.

Mas no início deste mês, a mãe da brasileira, Nara Santos, disse que a filha vem sofrendo abuso na cadeia. “Quando ela chegou à penitenciária, ela era a única brasileira e por ser jovem, bonita, carismática e comunicativa, começou a sofrer perseguição e assédio”, denuncia.

Segundo a mãe, o carcereiro jogou todos os pertences da filha fora e várias vezes foi colocada na solitária, “aparentemente sem motivos”. Em sua denúncia, ela afirma que a gaúcha está sofrendo de maus tratos e quer proteger a sua filha.

Foi por isso que escreveu uma carta ao administrador da penitenciária detalhando as denúncias e pedindo a transferência de sua filha para um presídio mais próximo a Pompano Beach. “Minha intenção é livrá-la dos abusos e ficar mais perto para poder visita-la com frequência”. Explicou.

Após contatar as autoridades carcerárias diversas vezes, Nara poderá dar um presente de aniversário especial à filha, que completará 29 anos na segunda-feira (13).

Nesta terça-feira (7), a mãe recebeu um telefonema da administração da penitenciária em Ocala (FL) que informou que o pedido de transferência foi aceito, mas ainda não tem data definida. A brasileira será liberada somente no dia julho de 2017.

Fonte: Da Redação