Publicado em 24/10/2014 as 12:00am

Autor de tiros no Canadá iria para Síria, diz polícia

Atirador matou soldado em atentado nesta semana

O canadense Michael Zehaf-Bibeau, 32 anos, que matou um militar em Ottawa na quarta-feira, estava tentando conseguir um passaporte para ir à Síria - informou nesta quinta-feira o comissário da Polícia Real do Canadá, Bob Paulson.

Zehaf-Bibeau estava na capital do Canadá desde 2 de outubro "para resolver a questão de seu passaporte, mas também tinha pensado em ir à Síria", declarou Paulson durante uma entrevista coletiva.

"Sua mãe nos disse isso ontem (quarta-feira)", completou Paulson.

Nascido em Montreal e residente em Vancouver nos últimos anos, Zehaf-Bibeau solicitou o passaporte e estava sendo investigado pela Polícia Real para decidir se ele receberia o documento, ou não - disse o policial.

O chefe de polícia acrescentou que "não há informações que liguem os dois atentados" cometidos no Canadá esta semana. Pelo menos duas pessoas morreram, entre elas os dois agressores, e outras quatro ficaram feridas nos dois episódios.

Além do assassinato de um soldado cometido por Zehaf-Bibeau perto do Parlamento, em Ottawa, na quarta-feira, Martin Couture-Rouleau, 24 anos, atropelou e matou um militar na província de Québec, na última segunda, 20 de outubro, antes de ser abatido pela polícia.


Fonte: Da Redação