Publicado em 5/01/2015 as 12:00am

Brasileiro agride mulher brutalmente

O agressor é o brasileiro Rodrigo D. Silva, 27 anos, que foi detido sem direito a fiança, conforme determinação o juiz Douglas Stoddart, no Tribunal Distrital de Framinghan (MA).

Uma mulher que mora em Marlborough (Massachusetts) foi brutalmente espancada depois que seu marido a encontrou beijando outro homem em uma festa de Ano Novo, na cidade de Ashland (MA). A agressão aconteceu na quarta-feira, dia 31 de dezembro e o sangue da vítima ficou espalhado em volta da piscina.

O agressor é o brasileiro Rodrigo D. Silva, 27 anos, que foi detido sem direito a fiança, conforme determinação o juiz Douglas Stoddart, no Tribunal Distrital de Framinghan (MA). Durante uma audiência realizada na sexta-feira, dia 02, o brasileiro foi considerado violento e um perigo para a sociedade.

Segundo as informações da Promotora de Justiça, Emily Jackson, na quarta-feira (31), Rodrigo e sua esposa estavam em uma festa na Pennock Road, em Ashland. Ele teria encontrado a sua esposa beijando outro homem no banheiro e eles tiveram uma breve briga. Os anfitriões do evento pediram para o brasileiro e sua esposa saírem do recinto.

Quando eles estavam do lado de fora, as pessoas que estavam na festa, relataram que ouviram gritos e uma discussão. “Uma pessoa disse que pareciam que eles estavam cortando a garganta de uns aos outros”, informou a Promotora. “Eles podiam ouvir a vítima pedir por socorro”, continuou.

Quando a polícia chegou, eles encontraram o brasileiro sentado na calçada, sangrando com um corte entre os olhos e um arranhão na boca. O acusado disse que estava apenas esperando um táxi. Pouco depois os oficiais encontraram a mulher, em uma garagem, coberta por sangue, cortes e vários hematomas. “Ela tinha ferimentos por todo o corpo e sangrava muito”, disse a Promotora.

Os policiais que atendeu a ocorrência tentou interrogar a mulher, mas ela estava muito embriagada para conseguir falar com eles. A Promotora também relatou que a mulher sofreu uma contusão grave na parte de trás de sua cabeça e lesões que colocaram a sua vida em risco. Rodrigo foi acusado de agressão agravada e lesão corporal.

A Promotora solicitou ao Juiz Stoddart que mantivesse o brasileiro preso sem direito a fiança até que seja realizada a audiência de periculosidade, nesta segunda-feira (05). Jackson informou que a vítima ainda tinha com conversar com a vítima, mas o Departamento de Polícia de Ashland disse que ela vai comparecer ao Tribunal quando estiver em condições físicas.

O Juiz Stoddart determinou que Rodrigo ficasse detido até segunda-feira e solicitou ao escritório do Procurador do distrito para fazer todos os esforços para entrevistar a vítima antes da audiência, para que ela identifique o brasileiro como o seu agressor.

Fonte: Da Redação