Publicado em 9/01/2015 as 12:00am

Brasileiro diz ser agente para aplicar o golpe do visto

Ainda em sua ríspida resposta, o suposto agente de imigração foi preconceituoso contra mineiro insinuando pessoas nascidas em Minas gerais não sabem como tratar um advogado.

A vontade em conseguir uma legalização nos Estados Unidos ou encontrar meios para reencontrar os familiares que há anos estão separados, alguns imigrantes acabam caindo em golpes. No dia 04 de janeiro, uma brasileira quase foi envolvida neste tipo de crime que cresce à medida que uma legalização se aproxima.

Ela será identificada por V.L., por motivo de segurança, publicou a denúncia em um grupo no Facebook, mas já pensa em deletar pois teme represália. Em conversa com a reportagem do Brazilian Times, ela disse que viu a publicação, no Facebook, de um brasileiro com nome de José Luis, afirmando que conseguia Visto americano com rapidez e sem muita burocracia. Ele também afirmou ser um agente de imigração e advogado aposentado.

V.L. entrou tentou falar com o rapaz, através mensagens por telefone, mas no primeiro contato, foi tratada com rispidez. Ela relata que pediu para que José Luis ligasse para ela, pois estava interessada em quatro Vistos. “Ele respondeu de forma bruta dizendo que eu desconhecia o fato de que era um advogado que deve ligar para o cliente”, disse.

Ainda em sua ríspida resposta, o suposto agente de imigração foi preconceituoso contra mineiro insinuando pessoas nascidas em Minas gerais não sabem como tratar um advogado. Ele escreveu para ela: “Prezada senhora. Onde aprendeu que é o advogado quem liga para o cliente? Foi comendo pão de queijo? Oriento-a a ler toda a minha Linha do Tempo... Ademais, tratamento com advogado é senhor e Doutor... Mineiros... Internautas...”

Mesmo com a brutalidade na resposta, V.L. estava angustiada por trazer seus familiares para Os Estados Unidos, pois há anos não os via. “A saudade era muito grande e isso, às vezes, nos faz ficar cegos diante destes golpes”, explica. Ela decidiu ligar para José Luis, o qual lhe informou que era preciso que ela depositasse US$3 mil antecipados e que na entrega dos documentos, deveria pagar mais US$500.00. “Ele me disse que era um agente de imigração e advogado aposentado e por isso conseguia o Visto sem burocracia e de forma legal”, continua.

Ainda, segundo V.L., o tal agente prometeu entregar os passaportes com o Visto na casa dela, em Beverly Farms (Massachusetts). Como ela já conhecia casos de outras pessoas que foram enganadas e perderam milhares de dólares, ela desconfiou de que José Luis poderia ser mais um golpista. “Eu pedi o número do Social dele para checar os dados antes de fazer o depósito. Foi então que ele exclui a página dele no Facebook”, fala ressaltando que esta pessoa pode estar aplicando o mesmo golpe em pessoas menos esclarecidas. “Tenho uma amiga que perdeu US$40 mil ao cair em um esquema parecido com este”, conclui.

ORIENTAÇÃO

O advogado Danilo Brack disse que pessoas que estão na mira destes aproveitadores podem entrar em contato com a Procuradoria estado onde mora (Attorney General) e fazer uma denúncia ou relatar o caso diretamente na imigração. “Existem escritórios que recebem estes tipos de denúncias sem agir contra o imigrante”, afirma.

Ele também ressalta que Ela também pode contatar a “State Police” e denunciar através deste departamento. “Uma denuncia anônima pode ser feita, mas resulta em menos peso”, conclui.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times | Reportagem de Luciano Sodré