Publicado em 10/04/2015 as 12:00am

Brasileiro é preso por arrombamento de veículos

Na noite de sábado (04), o policial Tim Van Nostrand atendeu a um chamado de arrombamento de veículo na Flint Street, em Somerville (Massachusetts).

Na noite de sábado (04), o policial Tim Van Nostrand atendeu a um chamado de arrombamento de veículo na Flint Street, em Somerville (Massachusetts). Segundo o boletim de ocorrência, uma pessoa não identificada abordou o oficial na rua, em pânico, e afirmou que um homem havia arrombado um veículo. “A testemunha descreveu o suspeito, que era branco e usava um moletom vermelho e um gorro de inverno da mesma cor”, disse.

Imediatamente o policial iniciou um patrulhamento pelas imediações e quando chegou à Cross Street avistou um homem com as mesmas descrições fornecidas pela testemunha. O suspeito caminhava em direção à McGrath Highway. “Eu coloquei a minha viatura na frente dele, mas ele se esquivou e continuou caminhando”, disse o oficial ressaltando que o suspeito jogou coisas pelo caminho, enquanto tentava fugir.

Apesar dos comandos do policial para que ele parasse, o suspeito continuou caminhando, até que o policial decidiu fechá-lo com a viatura, descer e abordá-lo. “Eu comecei a falar com ele, o qual alegou não entender inglês. Devido à barreira da língua, optei por não interrogá-lo e não pude ler os direitos dele corretamente”, continua.

O policial foi conversar com a testemunha que alegou ter pressa, pois tinha que levar o filho ao hospital. “Ele me relatou que viu quando o suspeito era o homem que tentou arrombar os veículos”, relatou o oficial. “O homem estava saindo de sua casa, junto da esposa e a criança, quando avistou o suspeito”, continuou.

Segundo a testemunha, o suspeito, identificado mais tarde por Douglas da Costa, um brasileiro, disse que viu o suspeito forçando a portas de veículo. Como ele não conseguiu, atravessou a rua e conseguiu entrou em outro carro e vasculhou tudo por dentro. O acusado rasgou uma sacola de plástico que cobria a janela quebrada de outro veículo.

O policial entrou em contato com os proprietários do veículo para que eles fizessem um inventário do que estaria faltando. Depois encontrou no bolso da calça do brasileiro um Nintendo DS, que ficou provado ser de uma das vítimas. Além disso, vários cartões e documentos pessoais foram achados pelo caminho, onde o oficial o viu descartando itens.

Também foi encontrado com o brasileiro, produtos furtados no segundo veículo. Ele estava de posse de um celular androide, um iPod preto com fones de ouvido, um pacote de cigarros Marlboro, uma carteira marro com cartões e US$20 em espécie, além de vários documentos pessoais.

O policial chamou o camburão que levou o brasileiro preso. Ele responderá por duas acusações de arrombamento de veículos, roubo de produtos com valor superior a US$250.00 e forncere nome falso a um oficial. Pois a princípio, o acusado apresentou-se como Marcos Ricardo. Mas depois de ter as suas impressões digitais coletadas, foi descoberto o seu verdadeiro nome.


Também foi descoberto que dia 25 de janeiro, Douglas foi parado por um policial e também apresentou nome falso. Na ocasião, ele se apresentou como Rodrigo Mateus. Em East Boston, numa outra abordagem, ele disse que se chamava Otair Martinez. Todos estes nomes falsos só foram possíveis serem descobertos mediante a coleta de impressões digitais.

Não foi informado quando ele deve retornar à Corte para o início do seu julgamento.

Fonte: Da Redação