Publicado em 13/04/2015 as 12:00am

Mulher enfrenta justiça nos EUA após se casar com 10 homens

Liana Barrientos poderá ser condenada a 4 anos de prisão.  Ela ficou casada com vários maridos simultaneamente

Uma mulher foi detida nesta sexta-feira (10), em Nova York, após ter casado com 10 homens, vários deles simultaneamente, e poderá ser punida com uma pena de quatro anos de prisão por fraude. Liana Barrientos, de 39 anos, se declarou inocente ao se apresentar a um tribunal do Bronx.

Segundo a promotoria, Liana Barrientos mentiu sobre sua licença matrimonial para poder celebrar o último casamento, em 2010, e agora poderá ser condenada a quatro anos de prisão.

Os registros do estado de Nova York mostram que ela foi casada dez vezes desde 1999 e que em 2002 esteve particularmente ocupada: naquele ano, ela disse "sim" seis vezes em diferentes cidades.

Os promotores não especificaram a razão deste comportamento, mas todos os maridos tinham nacionalidade estrangeira, como egípcia, paquistanesa e malinesa. Funcionários da imigração participaram das investigações do caso.

Seis dos maridos usaram o casamento com Barrientos para solicitar residência permanente nos Estados Unidos, entre eles o sexto, Rashid Rajput, deportado em 2006 para seu Paquistão natal, investigado por terrorismo, disseram os promotores.

Os documentos judiciais mostram que Barrientos, ainda com vinte anos, casou-se pela quarta vez no dia 14 de fevereiro de 2002, dia de São Valentim (data em que se celebra o Dia dos Namorados em vários países), sem nunca ter se divorciado.

Duas semanas depois, ela se casou com o quinto marido; 13 dias depois foi a vez do sexto e em maio, julho e agosto, casou-se com outros três.

Foi depois de ter apresentado os documentos para se casar com seu último marido, Salle Keita, em 4 de março de 2010, que ela chamou a atenção das autoridades.

Segundo o jornal "The New York Times", Barrientos já respondeu na justiça por posse de drogas e roubo.

Fonte: Da Redação