Publicado em 11/05/2015 as 12:00am

Duas mulheres são condenadas por trafico sexual em MA

Vanessa foi condenada a um ano e um dia de prisão e mais cinco anos de liberdade vigiada

Duas mulheres foram condenadas pelo Tribunal Distrital em Boston (Massachusetts) pelo transporte, em todo o estado, de pessoas para a prostituição. As investigações sobre o caso continuam, mas Vanessa Grandoit, 26 anos, de Roxbury, recebeu a condenação na sexta-feira (08). Ela cumprirá pena de um ano e um dia de prisão e mais cinco anos de liberdade vigiada.

Além dela, Kairis Sanchez, conhecida como “Lola”, foi condenada a 18 meses de prisão e mais cinco anos de liberdade vigiada. As duas se declararam culpadas pela acusação de transportar mulheres com o fim de tráfico sexual. Elas, ainda, delataram outros indivíduos que estariam envolvidos no esquema de prostituição, entre eles Raymond Jeffreys e Corey Norris.

Todos foram indiciados pelo transporte de nove vítimas, seis das quais com idade inferior a 18 anos. Segundo as informações, elas seriam encaminhadas para se prostituírem em Massachusetts, Maine , New Hampshire, Vermont, Rhode Island, Connecticut, Pensilvânia, New Jersey, New York, Maryland, Nevada, Geórgia, Flórida e Califórnia.

Vanessa e Kairis deram total apoio logístico para Jeffrey e Norris, em vários momentos, inclusive servindo de condução particular para as prostitutas. Além das acusações de tráfico de sexo, Jeffreys e Corey foram acusados ​​por tentar adulterar o testemunho de uma pessoa, tentar matá-la e conspirar para assassinato.

Os agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) investigam diversos caso, mas têm dado uma atenção maior para o tráfico sexual de mulheres e meninas. O agente especial do escritório em Boston Bruce Foucart disse que “Poucos crimes prejudicam suas vítimas e mina a decência humana como este”.

Segundo ele, o órgão, juntamente com os seus parceiros em Massachusetts, incluindo Boston PD, continuarão investigando agressivamente o tráfico de seres humanos. “Nosso objetivo é identificar pessoas exploradas e resgatá-las”, disse.

No ano fiscal de 2014, o HSI identificou mais de 440 vítimas de tráfico humano e prendeu 1.770 perpetradores deste crime. A agência é líder na luta contra o tráfico de seres humanos e trabalha com as regulamentações federais, estaduais, agências locais e internacionais de aplicação da lei, bem como organizações não-governamentais, para identificar e processar os traficantes de seres humanos e resgatar as vítimas.

O HSI encoraja as pessoas a denunciarem atividades suspeitas ligando para o telefone gratuito 1-866-347-2423.

Fonte: Da Redação