Publicado em 27/05/2015 as 12:00am

Traficantes sequestram ilegas entrando nos EUA

Instituto Nacional de Imigração estima que os sequestros aumentaram 800% entre 2012 e 2014

A tentativa de 57 imigrantes indocumentados de entrar nos Estados Unidos terminou no México, provavelmente em razão do crime organizado. Autoridades mexicanas informaram ter resgatado um grupo de imigrantes latinos no estado de Tamaulipas, na quarta-feira passada (21). Os indocumentados (47 homens e 10 mulheres) eram naturais de El Salvador, Guatemala, Honduras e México. O destino deles ainda não foi divulgado.

Segundo as autoridades, o crime de sequestro tem se tornado um problema comum para os imigrantes naturais ou que cruzam o México. Entre 2012 e 2014, estima-se que o índice tenha crescido 800%, de acordo com o Instituto Nacional de Imigração do país.

Muitas vezes, quem tenta entrar de forma clandestina nos EUA acaba sendo vítima de quadrilhas de traficantes, como os Zetas. Após seqüestrarem, os criminosos ligam para as famílias pedindo US$ 5 mil e ameaçam matar o parente caso não recebam o dinheiro.


Operação de resgate

Uma operação de resgate registrada em 2013 no estado de Tamaulipas recuperou um grupo de 165 imigrantes que foram seqüestrados ao tentar atravessar a fronteira. A maioria era originária da América Central.

Uma saída para acabar com situações desse tipo é a reforma migratória, que aguarda decisão do Tribunal de Apelações do 5º Circuito. Em breve, espera-se que a Corte decida o destino das ordens executivas do Presidente Barack Obama. Caso a reposta seja positiva, quase 5 milhões de imigrantes indocumentados serão beneficiados.

Fonte: Da Redação