Publicado em 27/06/2010 as 7:56pm

Aécio deseja sucesso a Dilma

Em Belo Horizonte, tucano citou apóstolo Paulo: 'combati o bom combate'. Ele agradeceu aos eleitores, mais de 50 milhões que 'apontaram mudança'.

Derrotado na disputa para a Presidência da República, o candidato do PSDB, Aécio Neves, afirmou neste domingo (26) que ligou para a presidente reeleita Dilma Rousseff, do PT, para desejar sucesso no novo mandato e que "a maior de todas as prioridades é unir o Brasil".

A maior de todas as prioridades é unir o Brasil em torno de um projeto honrado e que dignifique todos os brasileiros"

Aécio Neves

"Cumprimentei agora há pouco, por telefone, a presidente reeleita e desejei a ela sucesso na condução de seu próximo governo. E ressaltei que considero que a maior de todas as prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado e que dignifique a todos os brasileiros", afirmou.

Em pronunciamento em Belo Horizonte, o tucano também agradeceu a seus eleitores, "mais de 50 milhões de brasileiros que apontaram o caminho da mudança", disse.

Até a última atualização desta reportagem, as urnas contabilizavam 51 milhões de votos para Aécio (48,36% dos votos válidos) e 54,4 milhões para Dilma (51,64%).

Ao finalizar sua declaração, Aécio citou o apóstolo São Paulo, dizendo que combateu "o bom combate". "Mais vivo do nunca, mais sonhador do que nunca, eu deixo essa campanha ao final com o sentimento de que cumprimentos nosso papel. Combati o bom combate, cumpri minha missão, e guardei a fé. Muito obrigado a todos os brasileiros", concluiu.

De acordo com um policial militar que acompanhou a movimentação, cerca de 300 apoiadores e eleitores de Aécio Neves estiveram em frente e dentro do hotel, onde o candidato fez seu pronunciamento de encerramento de campanha.

Eles gritavam palavras de ordem e de apoio a Aécio, como "Aécio não desista" e "Aécio guerreiro, orgulho brasileiro". Os militantes também hostilizaram Dilma, gritando "Fora Dilma", além de ofensas. Apesar da derrota, foi um clima tranquilo, sem a presença de militantes do PT. Depois que o senador Aécio Neves deixou o hotel, a multidão se dispersou. Fonte: Globo.com

Fonte: Da Redação