Publicado em 2/02/2012 as 12:00am

Mitt Romney diz que não se preocupa com americanos pobres

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Mitt Romney afirmou nesta quarta-feira que sua campanha se concentra nos americanos de classe média

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Mitt Romney afirmou nesta quarta-feira que sua campanha se concentra nos americanos de classe média, enquanto não se preocupa com os que são muito pobres porque existe uma rede de segurança para eles.

Em uma entrevista à emissora CNN, o ex-governador de Massachusetts falou de sua motivação na corrida à Casa Branca, após se impor na terça-feira nas eleições primárias da Flórida por 47% dos votos contra 32% de seu rival imediato, Newt Gingrich.

"Estou nesta corrida porque os americanos me importam. Os pobres não me preocupam muito, porque temos uma rede de segurança para eles", disse Romney. "Se (essa rede) precisar de reparação, a regularei", acrescentou.

O pré-candidato ressaltou que também não se preocupa com os "muito ricos", que estão bem, mas pensa no "coração dos Estados Unidos, os 90% ou 95% de americanos que atualmente têm dificuldades".

Quando a apresentadora pediu que esclarecesse suas palavras, Romney insistiu que não se preocupa com "os muito pobres, que têm uma rede de proteção, mas se há buracos nela, repararei", ressaltou, citando os programas de cupons para alimentos, benefícios de habitação e o seguro de saúde para baixa renda.

Um em cada sete habitantes dos Estados Unidos é pobre, segundo o último relatório do Escritório do Censo, que indica que em 2010 15,1% da população, cerca de 46,2 milhões de pessoas, viviam com menos de mil dólares por mês.

"Acabou aquilo de 'estamos nisso todos juntos'", escreveu pouco depois no Twitter Jim Messina, diretor da campanha para a reeleição do presidente Barack Obama, em referência aos comentários de Romney.

Enquanto o político de Massachusetts desponta como favorito na corrida republicana, a campanha democrata se esforça para apresentá-lo como um empresário milionário distanciado das dificuldades dos americanos.

Romney não é, no entanto, o único aspirante criticado por seus comentários sobre os pobres do país, já que Gingrich afirmou há duas semanas que Obama é "o presidente mais eficaz (na emissão) de cupons de alimentos na história do país", algo que, considerou, desacelera a recuperação econômica.

Após o processo de eleições primárias, a convenção republicana, que será realizada em agosto em Tampa (Flórida), designará oficialmente o candidato do partido que enfrentará Obama dia 6 de novembro.

Fonte: (fonte: terra.com.br)