Publicado em 30/07/2014 as 12:00am

"Inimigos dos brasileiros" são suspensos da TV de Framingham

A notícia foi dada pelo Diretor-Executivo da Access Framingham, Bill McColgan, e segundo ele, a suspensão aconteceu depois de uma intensa reunião que discutiu uma série de denúncias sobre a programação dos irmãos

Os irmãos Jim e Joe Rizoli estão apelando na Justiça contra a suspensão de 18 meses do programa em que eles mantém em um canal de TV na cidade de Framingham (Massachusetts). Os dois ficaram conhecidos por atacar imigrantes, principalmente a comunidade brasileira. A alegação para suspender o programa foi baseada em várias queixas de que a dupla “traumatiza” os telespectadores com as suas ofensas.

A notícia foi dada pelo Diretor-Executivo da Access Framingham, Bill McColgan, e segundo ele, a suspensão aconteceu depois de uma intensa reunião que discutiu uma série de denúncias sobre a programação dos irmãos. “temos políticas e procedimentos que precisam ser seguidos”, disse ele.

Esta é a segunda vez, desde 2020, que os Rizolis são suspensos na emissora. Na primeira vez, eles foram expulsos do ar pelo período de um ano. Mas segundo Jim, o estatuto da Comissão Federal de Comunicações protege a sua programação e por isso entraram com uma apelação desta suspensão.

Ele afirma que baseado no estatuto, “tem todo o direito de colocar o que quiser em sua programação”. Jim acrescentou que aceita ser trocado de horário e entrar na grade do horário chamado “safe harbor”, que passa tarde da noite e tem pouca audiência. “Estas pessoas que se sentem ofendidas não precisam ver o nosso programa. Basta trocar de canal”, continua.

Jim ressalta que o objetivo maior destas queixas é tirar os irmãos do ar porque eles batem de frente com problemas sociais que a classe política se nega enxergar.

Segundo o diretor da Access Framingham, as queixas aumentaram quando os dois mostraram corpos de pessoas nus que morreram no Holocausto. Os dois também negam que tenham violado as regras da emissora

McColgan disse que o Conselho de Administração entendeu que os dois não estão seguindo as normas e que a emissora determinou que tipo de conteúdo deve ser privado de exibição.

A dupla, considerada “inimiga dos brasileiros”, continua manifestando suas críticas e opiniões em seu site (www.ccfiile.org) que foca a imigração ilegal nos EUA. Eles também mantem um canal no YouTube onde atacam até a comunidade brasileira.

Jim finaliza dizendo que “a suspensão é o resultado de uma conspiração para tirá-los do ar e impedir a liberdade de expressão”.

Fonte: Redação Brazilian Times