Publicado em 10/10/2014 as 12:00am

Prefeita diz que brasileiros que votaram em Aécio são pobres e ilegais

A prefeita de Tarumirim, Dalva Maria de Oliveira (PT), não foi feliz ao comentar a vitória do candidato Aécio Neves sobre a petista Dilma Rousseff.

A prefeita de Tarumirim, Dalva Maria de Oliveira (PT), não foi feliz ao comentar a vitória do candidato Aécio Neves sobre a petista Dilma Rousseff. Ela afirmou que o peessedebista foi para o segundo turno por causa do “voto do imigrante pobre que não conhece a realidade do Brasil”. A mensagem foi publicada em sua página no Facebook, na quarta-feira (08) e logo se espalhou e gerou uma grande polêmica.

Em Massachusetts, a comunidade de Tarumirim é grande e todos ficaram revoltados com a opinião agressiva da prefeita, cujos os filhos já foram imigrantes nos Estados Unidos, antes dela ser política. Depois da polêmica, ela apagou o comentário e disse que saia da discussão de cabeça erguida.

A prefeita tentou se explicar e na tarde de quinta-feira (09) ela se desculpou “pelo mau entendido” e disse que a sua opinião foi mal interpretada. “Eu jamais humilharia alguém. Também sou pobre e sempre trabalhei. O que eu quis dizer foi que quem mora no exterior não sabe como o Brasil melhorou”, disse criticando as “más línguas” que deturparam o seu comentário.

Em um programa de rádio na emissora de rádio 650 AM ela se confundiu durante o esclarecimento e disse que o brasileiro que “está clandestino nos Estados Unidos”, não tem direito a voto. A prefeita disse que não soube expressar a sua opinião. “Novamente peço desculpas”, concluiu.

A prefeita explicou que o que ela quis dizer foi que quem mora nos Estados Unidos desconhece o crescimento do Brasil. Mas os internautas criticaram mais ainda, pois “a falta de segurança e saúde são problemas cruciais que a Presidência da República não conseguiu resolver”, afirmou uma crítica à posição da política.

Fonte: Da Redação