Publicado em 29/10/2014 as 12:00am

Propostas da candidata Martha Coakley

A candidata à governandor do Estado de Massachusetts, Martha Coakley, reuniu-se nesta terça-feira (28/10), em Dorchester, com a imprensa para falar sobre os seus objetivos e propostas como governadora.

A candidata à governandor do Estado de Massachusetts, Martha Coakley, reuniu-se nesta terça-feira (28/10), em Dorchester, com a imprensa para falar sobre os seus objetivos e propostas como governadora. Na reunião, Martha Coakley, mostou-se humanitária e atenta as questões da comunidade imigrante. Segundo ela, todo voto é importante. Porém, mais importante que o voto, são as pessoas atrás do voto.

Martha Coakley sabe que todos os pais sonham que seus filhos obtenham uma educação de qualidade. Sendo de extrema importância que haja escola para todos, principalmente para as famílias de baixa-renda. Atualmente existem 16.000 crianças na lista de espera para cheches em Massachusetts. Coakley tem como objetivo acabar com a lista de espera e expandir o acesso às cheches e escola para que todos tenham acesso à educação.

Coakley levanta à bandeira das igualdades e dos direitos das pessoas e esse está sendo o ponto de partida de sua candidatura. Segundo ela, os direitos das pessoas vão ser defendidos. E ela vai lutar para acabar com a exploração em Massachusetts. Mas para isso, é importante que as pessoas não tenham medo, e deixem de viver escondidas. Ela vai lutar pelos trabalhadores e pelos direitos, independente do estado imigratório. Além disso, a candidata ao governo defende o aumento do salário mínimo de $8 para $11/hora e a licença médica de 5 dias ao ano.

Na quesito imigração, Martha entende os desafios enfrentados pelas comunidades imigrantes em Massachusetts. E para isso, Martha defendeu os direitos dos trabalhadores independentemente do status imigratório. Além disso, Martha se comprometeu em trabalhar com os membros da comunidade e do legislativo para encontrar uma solução para o problema das carteiras de motoristas e vai determinar como evitar que famílias sejam separadas desnecessariamente. “ As pessoas precisam de uma chance. Todos precisam de acesso ao transporte, para levar os filhos para escola e para chegar ao trabalho” declarou a candidata a Governador, que entende as necessidades da comunidade imigrante.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times | Texto de Jaqueline Almeida