Publicado em 31/10/2014 as 12:00am

Morre Tom Menino, ex-prefeito de Boston

A manhã de quinta-feira (30) foi mais triste para os moradores de Massachusetts, inclusive as diversas comunidades imigrantes que povoam o estado.

A manhã de quinta-feira (30) foi mais triste para os moradores de Massachusetts, inclusive as diversas comunidades imigrantes que povoam o estado. O motivo foi a morte do ex-prefeito de Boston, Thomas “Tom” Menino, que lutava contra um câncer.

Menino foi prefeito de uma das maiores e mais dinâmicas cidades dos Estados Unidos por cinco mandatos consecutivos (1993 a 2014) e na última eleição ele decidiu não disputar sob a alegação de problemas de saúde.

Há algumas semanas, o ex-prefeito e sua família comunicaram ele abandonaria o tratamento a que seria submetido. Várias personalidades e políticos mostraram seus sentimentos com a morte de Menino.

“Nenhum homem possuía um amor maior pela nossa cidade, e sua vida foi dedicada ao serviço de Boston e seu povo e mudou a cara da nossa cidade”, disse Martin Walsh, atual prefeito de Boston.

“Tom era a personificação da cidade que ele amava e governou mais de duas décadas”, afirmou o presidente Barack Obama ao saber da morte de Menino.

Ao longo dos seus mandatos, Menino transformou a cidade de Boston. Ele era um político muito popular e circulava constantemente pela cidade, como se cuidasse para que cada um tivesse-a como um lugar tranquilo para viver.

O ativista político e Juiz de Paz, Dario Galvão, disse que Tom foi um homem que fez a história na comunidade. “Ele foi um grande amigo dos imigrantes”, disse ressaltando que “o político morreu, mas deixou uma história de luta, perseverança e dedicação às pessoas”.

O Grupo Mulher Brasileira enviou uma nota à imprensa onde “lamenta o falecimento do Prefeito Menino”. Quando ele estava na Prefeitura, a Cidade de Boston recebia bem o grupo e era uma cidade aberta aos imigrantes. “Nós não concordávamos todo o tempo, mas o Prefeito tinha sempre sua porta aberta e diálogo acontecendo. Por isso, nós sempre tivemos grande respeito pelo Prefeito Thomas Menino! Boston é uma cidade melhor para imigrantes por causa da administração Menino e o seu legado permanecerá”, disse Heloísa Galvão. “O GMB vai sempre lembrar do Prefeito Menino como um amigo de quem podíamos discordar e depois abraçar”, conclui.

Outro que disse ter sentido bastante a perda de Tom Menino, foi o ativista político Sidney Pires. Ele qualifica o ex-prefeito como um “homem grande, excelente administrador, que trabalhava com transparência, ética e integridade”.

Mas para Sidney, a maior qualidade de Tom Menino foi ser amigo das comunidades mais carentes. “Era muito comum vê-lo caminhando pelas ruas, conversando com as pessoas e sentindo de perto as necessidades de cada uma”, conclui.

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas e Empreendedores nos Estados Unidos (CDLE), João Arruda de Melo, lembra que em 2007, a entidade realizou o I Simpósio de Desenvolvimento de Brasileiros, e Tom Menino ofereceu o auditório do Faneuil Hall, um símbolo norte-americano. “Ele sempre foi solícito e aberto para conversar com as diversas comunidades imigrantes existentes em Boston”, disse.

O ator e diretor de teatro Robson Lemos também ressaltou as qualidades do ex-prefeito. Para ele, Tom Menino foi um político que souber entender a pluralidade de Boston e recebeu muito bem os imigrantes. “Ele sempre estava presente nos eventos mais importantes da nossa comunidade e todos devem ficar de luto, pois os EUA perdeu um grande homem e os imigrantes perdeu um amigo”, disse.

O jornalista e ativista político Adson Fernandes disse que recebeu com tristeza a notícia da morte do ex-prefeito. “Eu penso que toda a comunidade brasileira também deve compartilhar o mesmo sentindo, afinal durante todo o período em que ele esteve à frente da administração de Boston, os imigrantes sempre foram bem recebidos”, fala ressaltando que “o seu desejo é que os familiares e amigos de Thomas Menino encontrem conforto e que o legado dele seja sempre lembrado e sirva como exemplo para todos”.

O produtor de eventos Max William acrescenta que Boston perdeu alguém que já esta na história dessa cidade incrível. “Durante todos os seus mandatos, ele procurou unir as etnias e ao mesmo tempo trabalhou muito para oferecer investimentos e continuar o progresso na região”, disse. Para Max, ele foi um politico que servirá como exemplo, sempre aberto a opiniões favoráveis ou contrarias. “Assim ele foi construindo o seu legado”, continua. “Aprendi a respeitá-lo devido ao seu trabalho, as ocasiões em que tive oportunidade de estar em sua presença, percebi que ele tinha prazer em trabalhar pela sociedade.
Boston perde um grande cidadão, mas o seu trabalho e dignidade ficarão para as próximas gerações”, conclui.

Fonte: Da Redação