Publicado em 5/01/2015 as 12:00am

Carteira de motorista para indocumentados em CA

Através da lei, o candidato precisa apenas provar que mora no estado, através de contas de água, luz, telefone, banco, contrato de alugue, etc. Eles ainda devem apresentar prova de identidade, como um passaporte.

Na sexta-feira (02), a California começou emitir carteira de motorista para imigrantes indocumentados. Desta forma, torna-se o décimo estado norte-americano a oferecer o documento para pessoas que não tem autorização para estar no país. Isso é graças a uma lei assinada em 2013 pelo governador Jerry Brown.

Através da lei, o candidato precisa apenas provar que mora no estado, através de contas de água, luz, telefone, banco, contrato de alugue, etc. Eles ainda devem apresentar prova de identidade, como um passaporte.

Os opositores temem que a atitude possa encorajar mais imigrantes a entrarem nos Estados Unidos, “além de que alguns podem utilizar nomes e informações falsas para obter a licença, criando uma preocupação de segurança nacional”.

Do outro lado, os defensores da lei, afirmam que os motoristas terão seguros de carro e dirigirão com mais tranquilidade, sem medo da polícia. Assim, as estradas ficarão mais seguras. Até agora, os imigrantes que dirigiam na California sem autorização, se arriscavam a pesadas multas ou apreensões de seus veículos. Por isso muitos dirigiam de qualquer maneira e eram um perigo.

Segundo algumas pesquisas, a Califórnia tem a maior população de imigrantes indocumentados nos Estados Unidos, com cerca de 2,45 milhões de pessoas. O Departamento de Trânsito do Estado estima que cerca de 1,4 milhões de pessoas solicitem uma licença através desta lei. “Agora temos mais segurança, pois haverá motoristas habilitados atrás do volante”, disse Jean Shiomoto, diretor do departamento.

Na sexta, enormes filas se formaram na sexta em vários escritórios do Departamento de Trânsito. Centenas de pessoas aplicaram para obter a licença através das novas regras. Miguel Pineda, de 37 anos, dirigiu ilegalmente por 15 anos e estava muito feliz por estar aplicando para o documento. "Fiquei nervoso quando foi a minha vez de fazer o teste (condução). Mas foi fácil", disse.

Miguel lembrou que em 2005 teve que gastar cerca de US$1,500, quando seu carro foi apreendido por ele estar dirigindo sem carteira de motorista.

Colorado, Connecticut, Illinois, Maryland, Nevada, Novo México, Utah, Vermont e Washington já têm leis semelhantes.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times | Texto de Luciano Sodré