Publicado em 4/03/2015 as 12:00am

Núcleo do PT realiza palestra em MA com Benedita da Silva

Este evento faz parte da programação do FIPE (Fórum Internacional de

Nos dias 06 a 08 de março, a Núcleo do Partido dos Trabalhadores em Boston realizará uma palestra com a deputada petista Benedita da Silva. Ela comandará uma discussão sobre “O Brasil pós-eleição da presidente Dilma em 2014. Que Brasil é esse?”.

Este evento faz parte da programação do FIPE (Fórum Internacional de Petistas no Exterior), que será realizado em outros países. A palestra é aberta ao público e acontecerá no Holiday Inn de somerville, na 30 da Washington Street, em Somerville. O horário será entre 7PM e 10PM.

Cláudia Tamsky, uma das organizadoras explica que o FIPE é um espaço de debates sobre a conjuntura brasileira onde “oferece a oportunidade de confrontar a visão de Partido, de Brasil e do mundo”, junto parlamentares, governistas, pesquisadores, pensadores e sindicalistas.


A palestrante

Benedita da Silva Iniciou sua carreira política ao se eleger vereadora do Rio de Janeiro em 1982, após militância na Associação de Favelas do Estado do Rio de Janeiro. Em 1986, foi eleita deputada federal, e se reelegeu para este cargo em 1990.

Na Legislatura de 1987-1991, Benedita participou da Assembleia Nacional Constituinte, onde atuou como titular da Subcomissão dos Negros, das Populações Indígenas e Minorias. Em seguida, passou à Comissão de Ordem Social e da Comissão dos Direitos e Garantias do Homem e da Mulher.

Em 1992, foi candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) a prefeitura do Rio de Janeiro. Terminou o primeiro turno em 1º lugar, mas foi derrotada no segundo turno por César Maia, candidato do Partido do Movimento Democrático Brasileiro(PMDB). Em 1994, Benedita da Silva foi eleita com expressiva votação (2.248.861 votos) a primeira mulher negra a chegar ao Senado Federal, o mais alto escalão do Poder Legislativo brasileiro. Alguns anos mais tarde, Benedita largaria o Senado para disputar o Governo do Estado do Rio de janeiro, numa aliança política inédita que reuniu todos os partidos progressistas do país.

Foi eleita vice-governadora do Rio de Janeiro em 1998, na chapa de Anthony Garotinho. Para assumir o cargo, renunciou ao mandato de Senadora, que só terminaria em 2002 - assumiu o suplente Geraldo Cândido. Em 2001, presidiu a Conferência Nacional de Combate ao Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerâncias Correlatas, que reuniu mais de dez mil pessoas de todo país, entre lideranças de ONGs e governos.

Com a renúncia de Anthony Garotinho para concorrer à Presidência da República em abril de 2002, assumiu o governo do estado do Rio de Janeiro.

Com a eleição de Lula para a Presidência da República, assumiu a Secretaria Especial da Assistência e Promoção Social, com status ministerial. Assumiu em janeiro de 2007, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, no Governo Sérgio Cabral Filho. Foi em 2010 foi eleita deputada federal pelo Rio de Janeiro com 71.036 votos.

Fonte: Da Redação