Publicado em 2/04/2015 as 12:00am

Na Flórida: Fim das prisões de imigrantes sem carteira?

Na noite de segunda-feira (30), cerca de três mil pessoas se juntaram aos líderes religiosos em um manifesto no Condado de Palm Beach.

Palm Beach, FL - Na noite de segunda-feira (30), cerca de três mil pessoas se juntaram aos líderes religiosos em um manifesto no Condado de Palm Beach. O objetivo era chamar a atenção dos policiais e assistentes do xerife sobre as prisões exageradas de crianças imigrantes por pequenos delitos. O grupo chamado de “Peace” realizou a sua assembleia anual no centro de convenções Palm Beach e atraiu famílias, aposentados e membros de todo o conselho.

Durante a reunião, ficou claro que o grupo terá como prioridade para este ano, a redução nas detenções de crianças por contravenções que terminem com compartilhamento de dados com os serviços de imigração. O Reverendo Robert Rease conclamou os presentes para “se levantarem e construírem um condado de Palm Beach melhor”.

A coalizão apontou ações do gabinete do Xerife e do Departamento de Polícia para "prisões desnecessárias" de crianças por crimes de pequeno porte. O grupo argumenta que contravenções como pichações, furtos e brigas em parquinhos devem ter punições, mas não se tornar antecedentes criminais e estas crianças serem qualificadas como delinquentes juvenis.

Ao invés de prender os menores de 18 anos por delitos menores, os líderes religiosos propõe que a polícia emita citações civis, semelhante às multas de trânsito. Isso poderia colocar as crianças em programas de réu primário que podem exigir a restituição, evitando a criação de um registro criminal.

O grupo também quer que os tribunais e órgãos responsáveis pela aplicação da lei permitam que os infratores reincidentes (ter cometido o delito duas vezes) participem desses programas. Desta forma será oferecida uma segunda oportunidade para as crianças e evitando um registro criminal.

Segundo o reverendo, estes registos criminais podem acabar em sérias consequências ao longo da vida. Entre os problemas, está o bloqueio de bolsas de estudos e o ingresso nas forças armadas. "Nossos filhos devem ser perdoados por erros que eles fizeram", disse o Reverendo Darial Smith, de St. John First Baptist Church. "Nós não acreditamos que eles devem ser punidos para toda a vida," continua.

Além de reduzir a prisões juvenis, a coalizão religiosa quer que propor ao xerife Ric Bradshaw uma proposta que já foi apresentada no passado e está relacionada aos imigrantes que vivem, sem cidadania, nos Estados Unidos e dirigem sem licença.

Para o grupo, o xerife poderia reduzir essas detenções, aceitando formas alternativas de identificação quando um motorista é pego dirigindo sem carteira de motorista. “Deveria ser emitida uma citação, em vez do policial tomar a driver e encaminhar o motorista para a prisão”, disse um dos membros do grupo. “Uma forma alternativa de identificação é o cartão de identificação consular, que inclui um endereço local”, continua.

No ano passado, o xerfife concordou em considerar a aceitação das carteiras consulares, mas ainda não implementou esta e motoristas imigrantes continuam sendo presos por dirigirem sem carteira de motorista. "Queremos que o xerife Bradshaw siga com o seu compromisso", afirmou o Reverendo Gerald Kisner, do Tabernacle Missionary Baptist Church.

Participaram desta reunião o Procurador do Estado, Dave Aronberg e a Defensora Pública do Condado de Beach, Carey Haughwout, participaram da reunião segunda-feira. Os dois expressaram apoio para a prossecução de mais alternativas em relação à detenções de crianças.

Os chefes da polícia de West Palm Beach, Delray Beach, Boynton Beach, Riviera Beach e do Distrito Escolar também participaram concordaram em considerar mais programas para delinquente juvenil em vez de prisões por pequenos delitos.

Os chefes de polícia de West Palm Beach e Riviera Beach concordaram em aceitar formas alternativas para a identificação de imigrantes que forem abordados dirigindo sem licença. Os chefes de polícia de Delray Beach e Boynton Beach disseram que não poderiam se comprometer com isso.

Fonte: Da Redação