Publicado em 13/02/2012 as 12:00am

Departamento de Saúde de MA alerta brasileiros sobre risco de Sarampo

O Departamento de Saúde Pública do Estado de Massachusetts lançou na semana passada um alerta sobre o risco de contrair Sarampo nessa época do ano. Uma cartilha foi divulgada com o intuito de ajudar os brasileiros a adotarem hábitos preventivos contra a d

Se você nasceu fora dos EUA (independentemente do ano de nascimento), e se não tiver documentação de ter tomado duas doses da vacina MMR ou outra vacina contra o sarampo ou não tiver evidência de imunidade sorológica, você deve ligar para seu profissional de saúde para receber uma dose da vacina o mais rápido possível.

Um exame de sangue mostrando que você está protegido contra o sarampo também é considerado evidência de imunidade. No entanto, ter tido a doença no passado não é evidência de imunidade. As pessoas que tiverem sido expostas ao sarampo e não tiverem evidência de imunidade devem ficar atentas ao aparecimento de sintomas, os quais se apresentam tipicamente entre 10 e 14 dias após o contato com a doença (febre, tosse, corrimento nasal e olhos vermelhos e lacrimejantes). Esses sintomas são seguidos por uma erupção de manchas avermelhadas na pele (ver descrição abaixo) aproximadamente 14 dias após a exposição à doença. Indivíduos que foram expostos no Village Super Bowl devem prestar atenção a sintomas que aparecerem por volta do dia 13 de fevereiro.

Se você suspeitar que pode ter contraído o sarampo, por favor avise o seu médico antes de ir na consulta, para evitar contagiar outras pessoas. Você também pode ligar para o Departamento de Saúde Pública de Massachusetts no (617) 983-6800 para obter mais informações. Se você desenvolver sintomas de sarampo, por favor, fique em casa e ligue para o seu profissional de saúde.

O que é o sarampo?
O sarampo é uma doença muito contagiosa que normalmente dura uma semana ou duas. Ela pode causar problemas graves, como infecções de ouvido, pneumonia, inchaço do cérebro em algumas pessoas, especialmente grávidas, lactentes e aquelas com o sistema imunológico debilitado. Pessoas adultas também estão em maior risco de desenvolver complicações graves e podem precisar ser hospitalizadas.

Quais são os sintomas?
No início, o sarampo parece com um resfriado. É comum ter tosse, febre alta, corrimento nasal e olhos vermelhos e lacrimejantes. Esses sintomas aparecem cerca de 10 dias após o contágio. Alguns dias mais tarde, aparece uma erupção com manchas vermelhas, primeiro no rosto, que logo se espalha para o resto do corpo.

Como se transmite o sarampo?
O vírus que causa o sarampo vive no nariz e na garganta. Ele é pulverizado no ar quando uma pessoa infectada tosse ou fala. As pessoas que estiverem próximas a ela podem inalar o vírus. O sarampo é altamente contagioso e pode permanecer no ar por um período de até duas horas após a pessoa infectada ter se retirado da área ou do quarto onde estava. Outra forma de contágio se dá ao tocar em lenços de papel ou tomar de um copo usado por alguém com sarampo. As pessoas infectadas são contagiosas quatro dias antes e quatro dias depois da erupção na pele aparecer. Se a pessoa for suscetível ao sarampo, ela geralmente apresentará sintomas entre 10 e 14 dias após o contágio.

Pode-se prevenir o sarampo?
Sim, existe uma vacina para a prevenção do sarampo. Ela protege contra o sarampo, caxumba e rubéola e é chamada de MMR (pelas suas siglas em inglês). Essa vacina é normalmente dada às crianças, porém adolescentes e adultos que não forem imunes à doença também devem ser vacinados. Adultos nascidos em ou depois de 1957 e crianças de 12 meses de idade ou acima devem ter documentação de ter recebido duas doses da vacina MMR ou ter prova sorológica de imunidade ao sarampo.

O que devem fazer as pessoas que trabalham em ambientes de alto risco?
Se você for um clínico ou trabalhar em uma unidade de saúde, creche ou qualquer outro ambiente de alto risco, por favor contate o Departamento de Saúde Pública imediatamente para obter orientação adicional (617) -983-6800.

Fonte: (DA REDAÇÃO)