Publicado em 5/08/2014 as 12:00am

Paciente com suspeita de ebola em hospital de Nova York

Homem voltou da África Ocidental com sintomas da doença e está internado em instituição de Manhattan

NOVA YORK - Um homem que retornou recentemente da África Ocidental foi admitido nesta segunda-feira com sintomas de ebola em um hospital de Manhattan, em Nova York, para ser diagnosticado.

Ainda não identificado, o paciente estava se queixando de febre alta e de problemas gastrointestinais. Ele passou por uma série de testes para o vírus no Hospital Mount Sinai, que espera ter os resultados nesta terça-feira ou na quarta-feira.

Apesar de ter assustado a vizinhança do hospital, autoridades afirmaram ao jornal “New York Post” ser “improvável” que o paciente estivesse com o vírus. O chefe do departamento médico do Mount Sinai, Jeremy Boal, disse que é muito mais provável que seja uma condição mais comum.

Os pacientes que estavam na sala de espera com o homem não terão que passar por testes, mas o hospital está aconselhando a família sobre como eles podem se testar.

Mesmo não sabendo detalhes deste caso, o médico de doenças infecciosas John Wolff, que é familiar com o assunto, garantiu que os hospitais não vão entrar em “pânico”.

Os sintomas da doença - que tem uma taxa de mortalidade de cerca de 60% - são febre, olhos vermelhos, diarreia grave, vômito e hemorragia interna, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. O vírus se espalha pelo contato com fluidos corporais.

Outro paciente foi isolado no Hospital Bellevue, na semana passada, depois de chegar de uma viagem para a África Ocidental com sintomas. Ele foi testado no Aeroporto Internacional John F. Kennedy e levado para o hospital, mas a febre passou dentro de um dia - e foi definido que ele não tinha ebola.

Especialistas dizem que um surto de ebola nos EUA é muito improvável, mas as autoridades estão observando os viajantes internacionais que apresentam sintomas de gripe.


Fonte: oglobo.com