Publicado em 17/09/2014 as 12:00am

Mais de 100 mil imigrantes podem perder o seguro de saúde

Estima-se que pelo menos 115 mil pessoas perderão a coberta do Obamacare até o final deste mês, porque elas não conseguiram apresentar um documento que prove a sua "legalidade no país".

Estima-se que pelo menos 115 mil pessoas perderão a coberta do Obamacare até o final deste mês, porque elas não conseguiram apresentar um documento que prove a sua “legalidade no país”. A informação foi dada pelo Governo Federal, nesta segunda-feira (15) e a notícia causou um alvoroço na comunidade imigrante em todo o país.

Essas pessoas, que atualmente recebem um seguro de saúde sob o Affordable Care Act, terão que passar por uma nova prova de elegibilidade e correm o risco de perder a cobertura. Isso deve acontecer até o dia 30 de setembro, segundo um comunicado dos centros de serviços do Medicare e Medicaid. “Se não fornecerem os documentos que provem a cidadania ou status legal de imigrante, os seguros serão cancelados”, informou a nota.

Nos últimos meses, o Governo Federal fez um grande avanço na coleta de dados da Cidadania dos inscritos no Obamacare. Em maio, havia cerca de um milhão de pessoas que não apresentaram os documentos exigidos, o que forçou a administração Obama promover maior investigação e pressão para que as pessoas confirmem os seus status.

Depois disso, o número caiu para 310 mil em agosto, mas muitos casos permanecem sem solução e estas pessoas têm até o fim do mês para apresentar os documentos. Os imigrantes indocumentados não são elegíveis para conseguirem o Obamacare. Não foi informado o número de imigrantes se inscreveram para obter o seguro. O governo apenas divulgou que 310 mil casos não cumpriram a exigência ainda.

Annette Raveneau, porta-voza do “Enroll America”, um grupo sem fins lucrativos, focado em aumentar a matrícula de pessoas no seguro de saúde, disse que muitos cidadãos naturalizados ou imigrantes que se qualificam para a cobertura do Obamacare, têm medo de submeter as suas informações pessoas.

O Conselho Nacional de La Raza, a maior rede de organizações hispânicas do país, também tem trabalhado para aumentar a conscientização sobre o prazo dado pelo governo para a entrega dos documentos. Isso tem sido feito através de envios de mensagens de textos e reuniões com grupos comentários.

Fonte: Da Redação