Publicado em 17/12/2014 as 12:00am

Mark Zuckerberg bloqueia comentários em seu perfil do Facebook

O primeiro post a ser alvo dos brasileiros foi do casamento de Zuckerberg com Priscilla Chan em maio do ano passado.

Mark Zuckerberg vem sendo alvo de brincadeiras em seu perfil no Facebook. Desde a última sexta-feira, o criador da rede social está sendo bombardeado por piadinhas e memes sem motivo aparente. Grande parte dos responsáveis pela zoeira são brasileiros. Diante dessa enxurrada de comentários, Zuckerberg se viu obrigado a bloquear o seu perfil para que não seja mais permitido enviar comentários.

O primeiro post a ser alvo dos brasileiros foi do casamento de Zuckerberg com Priscilla Chan em maio do ano passado. Foram enviados mais de 190 mil comentários, onde a maioria tinha origem brasileira. Até ontem, o tópico ainda era alvo de piadas, o que acabou bloqueando os comentários no final da tarde.

Os brasileiros não dispensaram nem os posts mais antigos do criador do Facebook. Até sua publicação de 2011, onde o mesmo compartilhou com o mundo onde informava que tinha se tornado vegetariano, acabou sendo vítima de várias piadas sobre o assunto. No total, a página já contava com mais de 100 mil memes.

O recurso de bloqueio de comentários ainda não está disponível para usuários, mas Mark Zuckerberg acabou de estrear a novidade após o acontecido. Esta funcionalidade já está disponível em outras redes como o Google+. Isso pode significar que o Facebook liberará a novidade em breve.

De acordo com o Facebook, a iniciativa foi tomada por um grupo brasileiro chamado de “Floodando o tio Mark”. Ele é formado atualmente por 1153 membros e instrui novos usuários a fazerem parte da brincadeira em algo que eles chamam de “zueira não tem limites”.

A página do grupo não está mais disponível, mas pode ser encontrada por links mais antigos. Todo este acontecimento, no entanto, serviu para identificar algumas falhas do Facebook, como a falta de controle sobre os comentários de posts públicos. Após isso, a empresa deverá tomar providências para evitar outros acontecimentos deste tipo.

Fonte: Da Redação