Brazilian Times

Publicado em 26 / 04 / 2012

Prostituta agredida diz que ofereceu acordo a americanos

Prostituta agredida diz que ofereceu acordo a americanos

Responsive image

Romilda Aparecida Ferreira afirma que foi atropelada pelo carro em que estavam membros da Embaixada dos EUA em Brasília, num caso ocorrido em dezembro. Os funcionários, que saíam de uma boate, partiram sem prestar socorro.

Também acusados de agressão, os quatro funcionários foram afastados de suas funções.

O caso está no Ministério Público. Pelo menos duas pessoas já foram indiciadas por lesão corporal e omissão de socorro.

Consultada pela reportagem, a Embaixada nega ter recebido a oferta de Romilda e que, pelo raio x disponível, não é possível confirmar a versão da brasileira.

A garota de programa brasileira que alega ter sido agredida por funcionários americanos tentou fechar um acordo por R$ 150 mil, informa reportagem de Júlia Borba,